Gamers4Nature

A Escola Secundária Emídio Garcia continua a desenvolver, ao longo do ano letivo 2021/2022, o projeto ERASMUS + “Gamers4Nature – Reconectar com a Natureza Através da Criação de Jogos Digitais” em parceria com: a Universidade de Aveiro, a associação Bioliving e as escolas: Péter András Gimnázium és Kollégium – Hungria, IES Pedro Jiménez Montoya (Baza) – Espanha e Sancta Maria College – Irlanda, sob a coordenação das professoras Paula Minhoto, Célia Costa e Carla Martins.

Com este projeto pretende-se reunir diferentes intervenientes (professores do ensino secundário e superior, estudantes e ONG ambientais) para identificar ameaças ambientais locais, para desenvolver recursos educativos e jogos digitais capazes de transmitir informações sobre a importância de preservar a biodiversidade local e de adotar um comportamento pró-ambiental. Bem como o desenvolvimento de abordagens inovadoras à educação ambiental, através da implementação de ações que combinem a ligação física e digital à natureza.

O projeto desenvolver-se-á até ao final do ano letivo e implicará para além das atividades locais com diversas turmas, como saídas de campo, mobilidade de alguns alunos à Universidade de Aveiro e à escola IES Pedro Jiménez Montoya (Baza) – Espanha.

Projeto Erasmus Gamers4Nature: Os alunos da Escola Secundária Emídio Garcia e parceiros restabelecem ligação com a Natureza através do Digital.

O projeto Erasmus Gamers4Nature iniciou as atividades em setembro, 2021, tendo como parceiros a Universidade de Aveiro, a Associação Bioliving e quatro escolas secundárias de diferentes países: Péter András Gimnázium és Kollégium, Hungria; IES Pedro Jiménez Montoya, Espanha; Sancta Maria College, Irlanda   e ES Emídio Garcia, Portugal. Através do trabalho articulado e colaborativo de diferentes atores (professores do ensino superior e secundário, alunos e ONG ambientais), este projeto visa identificar ameaças ambientais nas regiões dos parceiros do projeto.

Com o desenvolvimento de recursos educativos e de jogos digitais, para além da capacitação digital, pretende-se que os alunos adquiram, igualmente, competências na comunicação e sensibilização relativamente à importância de preservar a biodiversidade local, promovendo a adoção de um comportamento pró-ambiental. Assim, este projeto proporciona aos alunos participantes a oportunidade de desenvolverem abordagens à educação ambiental inovadoras, através da implementação de ações que combinem a ligação física e digital à Natureza.

Na semana de 25 a 29 de outubro de 2021, seis alunos da turma A do 11.º ano da Escola Secundária Emídio Garcia, acompanhados por dois professores, deslocaram-se à Universidade de Aveiro e participaram na 3.ª Atividade de Aprendizagem, Ensino e Formação, tendo como principal objetivo aprender a criar jogos digitais sobre plantas invasoras, nomeadamente, a erva-das-pampas (Cortaderia selloana).

Quanto às inúmeras atividades culturais incluídas na agenda, destacamos a visitas às Salinas, o passeio pela Praia da Barra, o percurso de bicicleta no BioRia para conhecer a biodiversidade e cultura local, nomeadamente as plantas invasoras, e a visita à Fábrica de Ciência Viva de Aveiro.

Foi um intercâmbio cultural marcado pela diversão, partilha e aprendizagem.